Uma Abordagem OpenFlow para Tratamento de Falhas na Topologia Hipercubo com Compactação de Tabelas de Encaminhamento.

Nome: Dione Sousa Albuquerque de Lima
Tipo: Dissertação de mestrado acadêmico
Data de publicação: 16/05/2016
Orientador:

Nomeordem decrescente Papel
Rodolfo da Silva Villaca Orientador

Banca:

Nomeordem decrescente Papel
Gilmar Luiz Vassoler Coorientador
Magnos Martinello Examinador Interno
Rafael Pasquini Examinador Externo
Rodolfo da Silva Villaca Orientador

Resumo: Em data centers centrados em servidores estes não somente participam no processamento dos dados, mas também no encaminhamento do tráfego de rede. Uma possível topologia de interligação dos servidores em um data center é o hipercubo. Nele, o encaminhamento de pacotes é normalmente baseado em operações de XOR, que calcula qual o vizinho mais próximo do destino de forma bastante eficiente .
Porém se por um lado essa simplicidade contribui para o aumento da vazão e diminuição da latência, por outro o encaminhamento só funciona caso o hipercubo esteja completo, ou seja, na inexistência de falhas
de nó ou enlace. O uso de SDN e do protocolo OpenFlow pode ser uma alternativa para garantir o encaminhamento de tráfego nessas situações. Entretanto, a adoção de tabelas de encaminhamento em
topologia hipercubo possui um alto custo relacionado ao grande número de entradas nessas tabelas, que crescem em escala exponencial. Nesse contexto este trabalho apresenta uma proposta, baseada na tecnologia OpenFlow, para o tratamento de falhas em hipercubos incluindo a redução do número de entradas nas tabelas de encaminhamento, com taxa de compactação logarítmica, proporcional ao número de dimensões do hipercubo.

Acesso ao documento

Acesso à informação
Transparência Pública

© 2013 Universidade Federal do Espírito Santo. Todos os direitos reservados.
Av. Fernando Ferrari, 514 - Goiabeiras, Vitória - ES | CEP 29075-910