Intercâmbios institucionais

Intercâmbios Nacionais

O PPGI tem realizado intercâmbios nacionais com várias instituições de excelência no país, tais como PUC-RIO, UNICAMP, UFRGS e UFRJ (citando apenas aquelas cujos programas de pós-graduação em Computação foram avaliados pela CAPES com nota 7 na última avaliação). Estes intercâmbios nacionais têm sido viabilizados por projetos de pesquisa apoiados por programas de fomento à cooperação multi-institucional implementados por agências de fomento à pesquisa, tais como CAPES, CNPq, FAPES, FAPERJ, Proinfo-MEC, etc. Tais intercâmbios têm propiciado produção científica conjunta, realização de ano sabático por docentes do PPGI, realização de estágios de mestrado e doutorado por discentes (tais como, mestrado e doutorado sanduíche), e participação na organização de eventos (coordenação geral, e coordenação ou participação do comitê de programa ou comitê de organização).

Dentre as cooperações existentes, no último quadriênio destacam-se as listadas a seguir.

1- Universidade Federal do Rio de Janeiro – UFRJ (Programa de Engenharia Civil – PEC e Programa de Engenharia de Sistemas e Computação – PESC):
(i) Projeto "Núcleo de Excelência em Computação de Alto Desempenho e sua Aplicação em Computação Científica e Inteligência Computacional", nas áreas de computação de alto desempenho, computação científica, inteligência computacional e visão computacional, apoiado pelo Programa de Apoio a Núcleos de Excelência – PRONEX (CNPq/FAPES);
(ii) Projeto "Consolidação das Linhas de Pesquisa em Computação de Alto Desempenho, Otimização e Inteligência Computacional do PPGI", nas áreas de computação de alto desempenho, inteligência computacional, visão computacional e otimização, apoiado pelo Procad/Casadinho (CNPq).

2 - Universidade Federal do Rio de Janeiro – UFRJ (Programa de Pós-Graduação em Informática - PPGI) e Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro – UNIRIO (Programa de Pós-Graduação em Informática - PPGI): projeto "Apoio à Melhoria de Processos e Medição em Fábricas de Software", nas áreas de Engenharia de Software, Modelagem Conceitual e Ontologias, apoiado pela FAPERJ.

3 - Universidade Estadual de Campinas – UNICAMP (Programa de Pós-Graduação da Faculdade de Engenharia Elétrica e de Computação - FEEC):
(i) Projeto "Plataformas Abertas para Experimentação de Redes Definidas por Software", na área de redes de computadores, apoiado pelo CNPq (em conjunto com PPGC/UFU);
(ii) Projeto "Tecnologias Assistivas para a Síntese, Tradução e Reconhecimento da Língua de Sinais Brasileira" (em conjunto com o PPGI/UFAL).

4 - Universidade Federal do Rio Grande do Sul – UFRGS (Programa de Pós-Graduação em Computação – PPGC): projeto "Minimização do Tráfego Rodoviário", na área de otimização;

5 - Universidade Federal do Rio Grande do Sul – UFRGS (Programa de Pós-Graduação em Educação – PPGEDU), com apoio do Proinfo-MEC:
(i) Projeto "ClicAção", na área de informática na educação;
(ii) Projeto "Concept Maps Platform as a Service - CMPaaS", na área de Informática na Educação.

6 - Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro – UNIRIO (Programa de Pós-Graduação em Informática - PPGI) e Instituto Federal do Espírito Santo (IFES): projeto "Interoperabilidade Semântica de Informações em Segurança Pública", nas áreas de Ontologias, Interoperabilidade Semântica e Segurança Pública, apoiado pela FAPES.

Destacamos ainda parcerias recentemente estabelecidas por membros do programa com pesquisadores de renome na comunidade nacional (em ordem alfabética):

  • Álvaro Coutinho (Professor Titular da UFRJ e pesquisador 1A do CNPq): co-autoria de artigos;
  • José Mario De Martino (Professor Doutor II, PPGEE/UNICAMP): orientação de alunos, escrita de artigos;
  • Luiz Antonio Nogueira Lorena (Pesquisador Titular, INPE): co-autoria de artigos;
  • Patrick Henrique da Silva Brito (Professor Adjunto, PPGI/UFAL): orientação de alunos, escrita de artigos;
  • Savio Silveira de Queiroz (Professor Adjunto, PPGP/UFES): co-orientação de tese de doutorado interdisciplinar (Psicologia).

Cabe mencionar também projetos de pesquisa realizados com empresas nacionais e que permitem a transferência de tecnologia do ambiente acadêmico para o empresarial/industrial, contribuindo com o desenvolvimento da economia local e nacional. O Núcleo de Inferência e Algoritmos (NINFA) do PPGI possui atualmente projetos deste tipo com as empresas EDP Energias do Brasil (concessionária de distribuição de energia elétrica no ES) e Petrobras Petróleo Brasileiro S.A.

Intercâmbios Internacionais

Como forma de melhorar seus índices de internacionalização (vide seção "(10) Internacionalização"), o PPGI realiza uma série de intercâmbios internacionais, a saber: (i) visitas técnicas, ano sabático/pós-doc e participação em bancas em instituições estrangeiras por parte dos docentes do PPGI; (ii) doutorado sanduíche e estágios de curta duração por parte dos discentes do PPGI; (iii) parcerias com pesquisadores na comunidade internacional para escrita de artigos e coorientação; (iv) recepção de alunos/pesquisadores estrangeiros para períodos de visita e colaboração em pesquisa; e (v) programas institucionais de internacionalização. Tais ações são detalhadas a seguir. Além destas ações, e conforme já citado na subseção “Experiências inovadoras de formação”, da seção “(3) Proposta Curricular”, o PPGI tem investido em acordos de dupla titulação (cotutela) em instituições europeias e norte-americanas. Encontram-se já firmados acordos com a Universidade de Twente, nos Países Baixos e a Universidade de Ghent, na Bélgica.

Os intercâmbios internacionais têm sido viabilizados por projetos de pesquisa apoiados por programas de fomento à cooperação internacional de agências tais como CNPq, CAPES e a própria UFES, por meio de sua Secretaria de Relações Internacionais (SRI). Dentre os projetos que viabilizaram intercâmbios internacionais ocorridos/em andamento no quadriênio 2013-2016 destacam-se os listados a seguir:

1 - Rutgers University (Estados Unidos da América): Projeto "Cognição Espacial Artificial em Robôs Autônomos e sua Implementação Eficiente por meio de Computação de Alto Desempenho", nas áreas de Inteligência Computacional, Visão Computacional, Robótica e Computação de Alto Desempenho, apoiado pela CAPES.

2 - University of Twente – UT (Holanda) e Institute of Cognitive Sciences and Technologies, National Research Council – ISTC-CNR (Itália): Projeto "Semântica dos Aspectos Estratégicos de Arquiteturas Corporativas", nas áreas de Modelagem Conceitual e Ontologias, apoiado pelo CNPq.

3 - Universidad Técnica Federico Santa María - UFTSM (Chile): Projeto "Navegação Assistida de Automóvel de Passeio Controlada por Interface Cérebro Computador", nas áreas de Inteligência Computacional, Visão Computacional e Robótica, apoiado pela UFES.

4 - Hanze University of Applied Sciences – Hanze UAS (Holanda): Projeto "Sensor Technologies for Developing Devices, Services and Applications of Internet of Things and Assistive Technology in Smart City Scenario", na área de Redes de Sensores, apoiado pela CAPES.

5 - Institute of Cognitive Sciences and Technologies, National Research Council – ISTC-CNR (Itália): Projeto "Ontological Foundations of Service Science", nas áreas de Modelagem Conceitual e Ontologias, apoiado pela CAPES, CNPq e FAPES.

6 - Instituto de Engenharia de Sistemas e Computadores, Tecnologia e Ciência – INESC TEC (Portugal): Projeto "Cooperação Científica Internacional entre PPGI/UFES e INESC Porto na Área de Otimização para Fortalecer e Ampliar a Pós-Graduação no Espírito Santo", na área de otimização, apoiado pela UFES.

7 - University of Kaiserslautern (Alemanha): Projeto "Pattern Recognition for Detection of Critical Situation in Typical Commercial Vehicle Application", na área de reconhecimento de padrões, apoiado pela CAPES;

8 - Trinity College Dublin (Irlanda), University of Bristol (Reino Unido), Teknologian Tutkimuskeskus VTT (Finlândia), Instituto de Telecomunicações, Aveiro (Portugal), PT Inovação e Sistemas AS (Portugal), Intel Mobile Communications GmbH (Alemanha): Projeto "Futebol - Federated Union of Telecommunications Research Facilities for an EU-Brazil Open Laboratory", na área de Redes e Telecomunicações, apoiado pelo MCTIC/RNP.

Os professores e os alunos de doutorado do programa têm realizado visitas técnicas internacionais e estágios de longa duração em várias instituições de pesquisa na Europa e EUA inclusive com a realização de palestras e oferecimento de cursos de pós-graduação convidados. Entre essas instituições podemos incluir tais como (em ordem alfabética): Brandenburg University of Technology Cottbus (Alemanha), Brunel University (Inglaterra), City University London (Inglaterra), Fondazione Bruno Kessler (Itália), Hanze University of Applied Sciences (Holanda), Institute/CONICET/Universidad Tecnologica del Litoral (Argentina), Institute of Cognitive Sciences and Technologies, National Research Council (Itália), Instituto de Engenharia de Sistemas e Computadores, Tecnologia e Ciência (Portugal), Prague University of Economics (República Tcheca), Royal Military College of Canada (Canada), Rutgers University (EUA), Stanford Research Institute International (EUA), State University of New Jersey (EUA), Tsinghua University (China), Universidad Técnica Federico Santa María (Chile), University of Bolzano (Itália), University of Bristol (Inglaterra), University of Kaiserslautern (Alemanha), University of Technology Sydney (Austrália), University of Texas (EUA), University of Trento (Itália) e University of Twente (Holanda).

Vários professores do programa têm sido convidados para atuar como membros de bancas em instituições estrangeiras como Politechnic University of Valencia (Espanha), Royal Institute of Technology (Suécia), Universidad Tecnologica Nacional (Argentina), Universidade de Lisboa (Portugal), University of Helsinki (Finlândia), University of Trento (Itália) e University of Twente (Holanda).

No que tange a realização de anos sabáticos (conhecidos como “pós-doc”), em 2016 os professores Magnos Martinello e Roberta Lima Gomes iniciaram ano sabático na University of Bristol, no Reino Unido, ainda em andamento, estabelecendo importantes colaborações internacionais. Em 2015, os professores Giancarlo e Renata Guizzardi estabeleceram forte colaboração com uma visita técnica prolongada com o grupo do professor John Mylopoulos, à época na Universidade de Trento, Itália. Em 2014, o professor José Gonçalves Pereira Filho esteve em ano sabático na Universidade de Twente, na Holanda, fortalecendo a interação entre as universidades e as pesquisas nas áreas específicas do pós-doc (Cidades Inteligentes, Internet das Coisas) no PPGI.

Em 2016, a Universidade de Bolzano, também na Itália, ofereceu posição permanente de docente/pesquisador ao professor Giancarlo Guizzardi, que encontra-se afastado (por 3 anos) de seu cargo na UFES desde novembro de 2016, porém mantendo sua filiação ao PPGI. Tal iniciativa permitirá nos próximos anos estreitar os laços entre as universidades, criando uma série de oportunidades para intercâmbios internacionais e colaboração em pesquisa.

Discentes do PPGI realizaram estágios de curta duração em laboratórios e centros de pesquisa estrangeiros e, a partir de 2014, foi implantado no PPGI o mecanismo de doutorado sanduíche, com o Programa de Doutorado Sanduíche no Exterior (PDSE) da CAPES. Em 2013, o aluno de mestrado Tiago Prince Sales realizou estágio técnico na Universidade Politécnica da Espanha, e os alunos de doutorado Maria das Graças Teixeira e Fabiano Borges Ruy realizaram estágio técnico, respectivamente, no Italian National Research Council, Itália e na University of Technology of Sydney, Austrália. Em 2014, os alunos de doutorado Maria das Graças Teixeira e Cristine Griffo realizaram estágio técnico também no Italian National Research Council. Nos últimos dois anos, os seguintes alunos participaram de intercâmbios com instituições estrangeiras:

  • Avelino Forechi Silva: 01/05/2014 a 30/04/2015, City University de Londres, Inglaterra (PDSE – Bolsa de Doutorado Sanduíche no Exterior);
  • Lucas de Paula Veronese: 01/08/2014 a 30/05/2015, University of New South Wales, Austrália (PDSE – Bolsa de Doutorado Sanduíche no Exterior);
  • Francisco de Assis Boldt: 01/09/2014 a 31/10/2015, Technischen Universität Kaiserslautern, Universidade de Kaiserslautern, Alemanha (PDSE – Bolsa de Doutorado Sanduíche no Exterior);
  • Carlos Lins Borges Azevedo: 01/01/2015 a 31/12/2015, University of Twente, Países Baixos;
  • Rodolfo Lorenzutti: 01/03/2015 a 31/12/2015, Canadá (Bolsa oferecida por instituição canadense);
  • Maria das Graças da Silva Teixeira: 01/06/2015 a 31/01/2016, University of Ghent, Bélgica (Ciências Sem Fronteiras);
  • Fabiano Borges Ruy: 24/08/2015 a 21/12/2015, University of Salamanca, Espanha, CNPq (Ciências Sem Fronteiras);
  • Victório Albani de Carvalho: 01/10/2015 a 31/12/2015, Laboratory of Applied Ontology, Italian National Research Council, Itália (Ciências Sem Fronteiras);
  • Alextian Bartholomeu Liberato: Trinity College Dublin, Irlanda, 12/04/2016 a 12/04/2017 (projeto Wishful – http://www.wishful-project.eu/);
  • Lucas de Paula Veronese: Universidade Técnica Federico Santa María, Chile, Outubro 2016.

Nos últimos anos, houve também um crescimento acelerado de parcerias estabelecidas por membros do programa com pesquisadores na comunidade internacional. Entre esses, destacamos (em ordem alfabética):

Além de enviar alunos/pesquisadores ao exterior, o PPGI também recebe alunos/pesquisadores estrangeiros para períodos de visita e colaboração em pesquisa. Em 2013 recebemos a visita dos pesquisadores Aldo Gangemi, STLab/ISTC, Itália; Gerd Wagner, Brandenburg University of Tecnology at Cottbus, Alemanha; Nicola Guarino, do Laboratory for Applied Ontology, Itália; Oliver Kutz, University of Bremen, Alemanha; Oscar Pastor, UPV, Espanha; Roel Wieringa, University of Twente, Holanda; Valentina Presutti, STLab/ISTC, Itália; e Xavier Franch, UPC, Espanha. Esses pesquisadores participaram de reuniões científicas e discussão de projetos bilaterais com grupos de pesquisa do programa. Em 2014, o programa recebeu as visitas de Frank Loebe, Universidade de Leipzig, Alemanha, da professora Laure Vieu, do CNRS, França, e de Pablo Prieto e Fernando Auat Cheein, Universidad Técnica Federico Santa Maria, Chile. Tanto em 2014, quanto em 2015, recebemos visitas (cada uma com duração de um mês) de Nicola Guarino (CNR, Itália), com financiamento do programa Ciência Sem Fronteiras – Pesquisador Visitante Especial. Em 2016 o programa recebeu Tanja Poletaeva, doutoranda da Université de Rouen, na França, para um período de colaboração em pesquisa. Desde 2015, o programa também conta com o pesquisador em estágio pós-doutoral Jean-Rémi Bourguet, também vindo da França, financiado com bolsa PROFIX/FAPES. As visitas descritas acima geraram vários artigos em conjunto, alguns dos quais foram premiados em importantes conferências internacionais (vide subseção "Visibilidade", dentro da seção "(8) Solidariedade, Nucleação e Visibilidade").

O PPGI também participa do programa de fomento a cooperação internacional da Secretaria de Relações Internacionais da UFES e do PAEC-OEA-GCUB: o Programa de Alianças para a Educação e a Capacitação, um acordo de cooperação firmado entre o Grupo Coimbra de Universidades Brasileiras (GCUB) e a Organização dos Estados Americanos (OEA), com o apoio da Divisão de Temas Educacionais do Ministério das Relações Exteriores do Brasil (DCE-MRE). O PPGI já conta, desde 27/02/2015 com uma aluna venezuelana, Felicia de Lucia Castillo, matriculada no curso de Mestrado em Informática. Em sua sexta edição, o aluno Luis Fernando Uria, de origem boliviana, foi selecionado em 2016 para ingressar no curso de Doutorado em Ciência da Computação do PPGI, tendo chegado ao Brasil no início de 2017.

Transparência Pública
Acesso à informação

© 2013 Universidade Federal do Espírito Santo. Todos os direitos reservados.
Av. Fernando Ferrari, 514 - Goiabeiras, Vitória - ES | CEP 29075-910